Toritsugi - Mediação Espiritual

O QUE É O TORITSUGI

O conflito faz parte da existência humana e é produzido quando se sente afetado pela ocorrência de algum questionamento. Este questionar pode representar uma oportunidade tanto de identificar problemas, como de resolver questões muito importantes da vida.
Toritsugi em japonês tem significados como mediação e intercessão. É como uma relação na qual uma pessoa tenta ajudar uma outra a compreender e a resolver problemas aos quais ela tem que enfrentar. Compartilhando às necessidades de mudança, com ajuda e orientação, com a prática dos ensinamentos de Kami (Deus) em nossas vidas.
O mediador (Sensei) é uma pessoa que investiga a fundo os problemas e auxilia a criar e ou avaliar as opções de solução para as pessoas que assegure um resultado duradouro e que esteja atento ao relacionamento existente entre nós e Kami, encontrando um caminho de respeito e cooperação recíproco.

KONKO DAIJIN E O TORITSUGI

Por volta dos 40 anos de idade, Konko Daijin transformou uma parte de sua casa em salão dedicado ao serviço de Kami. No local principal da sala instalou um altar onde colocava as oferendas e às luminárias e adornos. Ao lado do altar, colocou uma pequena mesa, de forma que quando estivesse sentado, ficasse de lado tanto para o altar, quanto para os visitantes e adeptos.
Konko Daijin passava o dia à fazer mediação, ouvindo os problemas e pedidos das pessoas, sempre buscando à Kami em oração por uma resposta. Para assim orientá-las na solução de seus problemas dando uma nova compreensão da situação que estivessem passando. 

A VONTADE DE KAMI ATRAVÉS DO TORITSUGI

Na mediação de Konko Daijin, a compreensão dos ensinamentos se dá de forma simples e objetiva. A compreensão da vontade de Kami é transmitida para as pessoas através de exemplos e metáforas da natureza. Assim as pessoas ao receberem o Toritsugi, mediação, de Konko Daijin tinham uma conexão com Kami por meio dos ensinamentos que recebiam.
Com isso, as pessoas refletiam sobre seus pensamentos e ações e podiam corrigir sua maneira de viver, o ensinamento recebido na mediação mostra o caminho para a solução dos conflitos.

O TORITSUGI E O LIVRE ARBÍTRIO

Os ensinamentos dados por Konko Daijin não fazem ameaças ou transmitem medo e sim deixam as pessoas tomarem as suas próprias decisões, se concordam ou não com ele, depois de ouvir o ensinamento e fazer uma reflexão. Pois este é o livre arbítrio, o dom que Kami concede a humanidade de escolher por si mesmo as suas ações, que caminho que seguir, ainda que nem sempre esse caminho seja benéfico. Cada um realmente tem direito de fazer o que quiser com sua vida, desde que não prejudique ninguém.

UM EXEMPLO DE TORITSUGI

Um dia, veio um homem que morava em uma aldeia há 10 Km de distância. Sua esposa ficou doente por muito tempo e procurava pedir ajuda às divindades em qualquer lugar. Como não obteve resultado, sentiu-se desorientado. Konko Daijin ouviu todo seu sofrimento e perguntou de que forma ele praticava sua fé. Ele respondeu orgulhosamente: “Eu tenho fé em todos os deuses que existem no Japão”.
Konko Daijin disse que parecia ser a atitude certa, mas ao mesmo tempo, exagerada. Como o ditado dizia: “Para alcançar seus objetivos, tem de ter concentração total em uma única direção”. E completou: “Se você se dedica a um único Kami (Deus) e concentra toda sua fé Nele, você alcança a graça. Quando você quer escolher uma pessoa, você procura aquela que é a melhor para você e pede com toda dedicação. A mesma atitude você deve ter para escolher seu Kami (Deus) e pedir (orar) com total dedicação e devoção, entregando-se de corpo e alma. Tudo o que você fez até agora, não demonstrou concentração. Sua fé não está concentrada verdadeiramente. Não estou dizendo que você deve praticar sua fé aqui. Estou dizendo que deve escolher um único Kami (Deus) e dedicar-se a Ele com devoção total.”
O homem entendeu que sua fé estava muito dispersa em vários deuses, e que precisava se concentrar em um único Kami (Deus) para alcançar seu objetivo.