Consertar a Vida com Ouro

Kintsukuroi é a arte japonesa de “consertar com ouro“ peças de cerâmica quebradas. Acreditando que quando algo sofre algum dano, vale a pena repará-lo, pois tem uma história. De fato, ao consertá-la, ela torna-se um objeto único e especial, que passa a valer mais do que antes.
Ao invés de se envergonhar de suas imperfeições, elas são embelezadas, para que sejam vistas como uma celebração a vida, nos pequenos e grandes erros cometidos e na possibilidade de aprendermos com isso. Parte do que somos é aquilo que tentamos esconder com mais determinação: as nossas falhas e defeitos.
Konkokyo em japonês significa “Ensinamento da Luz Dourada” ou numa tradução livre “Ensinamento de Ouro”. Os ensinamentos de Konko Daijin são como a maneira Kintsukuroi de pensar, ou seja, consertar, restaurar, reavivar, dar novo brilho e força as nossas vidas.
Não importa onde seja encontrada ou a forma como seja expressa, a regra de ouro é um ensinamento de Kami (Deus). De que devemos ter compaixão e tolerância, e não reações vingativas do ‘olho por olho, dente por dente’.
A regra de ouro ou ética da reciprocidade, é um princípio moral que pode ser expressa de uma maneira positiva ou negativa: Cada um deve tratar os outros como gostaria que fosse ele próprio fosse tratado (forma positiva). Cada um não deve tratar os outros de forma que não gostaria que ele próprio fosse tratado (forma negativa).
Se as pessoas agissem em harmonia com o ensinamento de ouro, importando-se com os outros e tomando medidas para ajudar-los. Você acha que isso faria o mundo atual um lugar melhor? Sem dúvida que sim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *